Novidades do Guitar Pro 6

|

Está aí. O novo Guitar Pro 6 apareceu no meu email no dia 8 e já baixei minha versão. O programa que sempre foi o companheiro de muitos guitarristas resurgiu com uma versão excelente, cheia de recursos e ferramentas, além de estar muito bonito.

Vamos falar sobre algumas alterações: de cara, a interface diferente já chama atenção. A edição e demais ferramentas como afinação e efeitos estão separadas por painéis e tudo parece estar mais intuitivo. A maioria dos atalhos do teclado continuam os mesmos, outros foram acrescentados e serão divulgados pela Arobas nos próximos releases do programa. Se você nunca usou o Guitar Pro, pode ler os tutoriais anteriores escritos aqui no blog.

  • Enfileirando Notas - Uma boa novidade pra quem não tem muita paciência para escrever as tablaturas é que o Guitar Pro 6 tem o recurso free time, que te permite inserir notas sem se preocupar com a divisão rítmica (como no PowerTab). Você pode acessar esta opção no menu "Bar". 
  • Guitar Pro com Abas - Como qualquer programa que se preze, o Guitar Pro 6 organiza diversas tablaturas simultâneas em abas e para navegar entre os vários arquivos, o atalho é Ctrl+Tab.
  • Estique os compassos - Ainda que você trabalhe fora do recurso free time, o recurso Design Mode (Ctrl+Alt+D) permite que você altere a largura dos compassos na folha de papel. Assim, compassos vazios não precisam aparecer tanto e passagens com muitas notas podem ficar visualmente mais confortáveis.
  • Vários formatos - Agora o Guitar Pro exporta para o formato PNG e para o famigerado formato ASCII, além dos anteriores.
Não dá pra falar todos os recursos novos. Baixe o Guitar Pro 6 e veja você mesmo.



3 comentários:

Carlos disse...

é DEMO??? tem chave - serial...
pra usa-lo completo????

GUITAR-CoelArg disse...

Parabéns pelo Blog!! em relação ao Guitar Pro 6 é pena as versões anteriores não lerem os seus ficheiros (em gpx), apesar da versão 6 passar para gp5,gp4....

Djanir disse...

Um dos melhores (senão o melhor) programas para edição e criação de tablatura que já vi. Entretanto deixa a desejar na interatividade com as versões anteriores.
Vou explicar. Os arquivos salvos em MIDI (opção exportar), não são importados pelas versões anteriores com perfeição pois na tablatura algumas notas e até mesmo faixas são ignoradas, ou seja, não aparecem.
O mesmo ocorre na operação inversa exportar MIDI no gp5 e importar MIDI no gp6.
Espero que corrijam esse problema pois é pra mim um dos melhores da categoria

Postar um comentário

Os comentários são moderados. Não são permitidas ofensas e comentários com qualquer teor religioso. Atenham-se ao assunto do post. Comentários sem nome não serão aprovados.